in

Portugueses gastam mais de 4 horas por semana em cuidados pessoais

Portugal está acima da média no que diz respeito ao número de horas dedicadas a cuidados pessoais por semana, entre os 23 países analisados pela GfK.

As mulheres portuguesas gastam em média 4,7 horas por semana em cuidados pessoais (banho, depilação, vestir, cabelo, make-up), enquanto os homens portugueses gastam 4,1 horas.

Para me sentir melhor comigo próprio” (60%), “Para causar uma boa impressão nos outros” (44%) e “Para dar um bom exemplo aos meus filhos” (40%) são os três motivos mais indicados para tentar ter uma boa aparência pelas 28 mil pessoas inquiridas, nos 23 países analisados no estudo sobre “Cuidados Pessoais” da GfK.

Em Portugal, o top 5 dos motivos para tentar ter uma boa aparência segue a tendência dos restantes países analisados, sendo que “Para me sentir melhor comigo próprio” apresenta um valor muito superior à média dos restantes países (81%), mas a par dos mexicanos e dos turcos. “Para causar uma boa primeira impressão nos outros” é o segundo motivo apontado pelos portugueses e é também o segundo motivo a nível global (26%), embora com menor expressão face à média dos outros países, a par dos espanhóis (27%) e italianos (20%). “Para expressar a minha individualidade” é motivo indicado por 20% dos portugueses, essencialmente pelos jovens dos 18 aos 24 anos (32%) e com status social mais elevados: A/B (33%). Os motivos “Para ser admirado e respeitado pelos outros” e “Porque é o que esperam de mim” apresentam o mesmo valor percentual, situando-se nos 18%. “Para agradar ao meu esposo/esposa ou parceiro” posiciona-se nos 17% e, finalmente, no quinto lugar do top está “Para causar boa impressão junto a pessoas do sexo oposto ou daqueles que eu acho atraentes” com 13%, mais predominante nos homens (17%) face às mulheres (10%).

Se se analisa o ranking das nacionalidades que mais tempo gastam em cuidados pessoais, os italianos surgem em primeiro lugar da lista. Gastam, em média, mais de cinco horas e meia por semana e são seguidos pelos argentinos e americanos, que se apresentam com um tempo médio de pouco mais de cinco horas por semana. Em último lugar estão os chineses que gastam, em média, menos de três horas por semana, seguidos dos sul-coreanos, com pouco mais de três horas, e os japoneses, com pouco mais de três horas e meia.

Para os homens, as principais razões que os levam a tentar ter uma boa aparência, estão relacionadas com conotações amorosas, ou seja, para agradar a esposa ou parceira e causar uma boa impressão no sexo oposto, ou aqueles que eles consideram atraentes (37% e 36%, respetivamente). Por outro lado, as mulheres são mais motivadas pelo desejo de expressar a sua individualidade e porque as faz sentir no controlo (40% em cada uma das razões).

Todos os grupos etários concordam que “Para me sentir melhor comigo próprio” é a principal motivação para tentar ter uma boa aparência. No que diz respeito aos indivíduos com idade inferior a 30 anos “Para causar uma boa impressão nos outros” e “Para causar boa impressão junto de pessoas do sexo oposto ou daqueles que eu acho atraentes” surgem em segundo e terceiro lugar dos principais motivos para tentar ter uma boa aparência. Para os que têm idade superior a 30 anos, a motivação “Para dar um bom exemplo aos meus filhos” é a segunda mais citada e, finalmente, quando se trata de pessoas com idade acima dos 50 anos, “Para agradar ao esposo/ esposa ou parceiro(a)” é a terceira razão mais popular.

Publicidade

Garmin expande negócio com novo departamento de relojoaria

Medalhões de Pescada Pescanova são os favoritos dos consumidores