in

Portugueses ainda não entendem conceitos financeiros

Os consumidores podem já ter ouvido falar da maioria dos conceitos financeiros, mas não sabem realmente o que significam. As expressões mais conhecidas dos portugueses são os juros e a Euribor e, ainda assim, não chega a metade a percentagem de inquiridos que sabe o que são estes dois conceitos (49% e 45%, respetivamente). Estas são as conclusões reveladas por um estudo Cetelem sobre a literacia financeira dos portugueses.

Depois dos juros e da Euribor, os termos financeiros mais conhecidos pelos consumidores são a taxa de câmbio (35%), a TAEG (32%), a dívida pública (22%), a TAN (21%) e a dívida externa (20%). Com menos consumidores a saberem o seu significado surgem, no final da lista, o rating (13%), os cartões de pagamentos virtuais (10%), o revolving (6%) e o 3D Secure (6%). “Apesar dos esforços, os níveis de literacia financeira dos portugueses não são ainda os ideais e a falta de conhecimento dos conceitos é prova disso. Os consumidores sentem dificuldades em compreender termos financeiros básicos e, consequentemente, em tomar as decisões mais adequadas à sua situação, algo que é para nós preocupante. É fundamental continuar a insistir na educação e formação financeira, pois só assim será possível mudar esta realidade”, declara Diogo Lopes Pereira, diretor de marketing do Cetelem.

Apesar da falta de conhecimento generalizada, houve uma evolução positiva na compreensão de algumas expressões financeiras face a 2015. É o caso da TAEG, que no ano passado apenas 28% dos inquiridos afirmavam compreender e que agora chega aos 32%. Também a TAN é agora entendida por mais indivíduos (21% versus 14% em 215).

Publicidade

Coca-Cola no Lisbon Bar Show com Coke & Roll

Lidl é a loja oficial dos produtos licenciados para o UEFA Euro 2016