Portugal Agora aponta rumo para a economia circular

Promover a transparência de processos, estabelecer estratégias estruturadas de educação e comunicar a relevância do tema da economia circular surgem como algumas das soluções possíveis para o desenvolvimento de modelos inovadores de incentivo ao consumo sustentável, a reutilização de recursos e processos produtivos circulares e com maior simbiose com o ambiente. As soluções exigem um esforço partilhado do Governo e autarquias, empresas e cidadãos, na criação de uma consciência de ação coletiva.

As conclusões foram apontadas na Conferência “Economia Circular para acelerar Portugal”, que teve lugar em Lisboa, desenvolvida pela plataforma Portugal Agora, em parceria com a Amb3E.

A conferência destacou ainda a oportunidade trazida pela economia circular para a criação de novos modelos de negócio, que podem ser aplicados a todos os sectores da atividade económica, numa lógica de responsabilidade alargada desde o produtor ao consumidor e com o potencial da utilização transversal do seu “framework”, olhando para a cadeia de valor e desafiando os stakeholders a ter em atenção o seu potencial.

Publicidade

Publicidade

Comissão Europeia distingue Sonae pela sua aposta nas startups e na inovação

Mercadona vai criar 90 postos de trabalho para bloco logístico