PayPal
in

Paypal negocia aquisição do Pinterest

A gigante dos pagamentos Paypal está a negociar a compra do Pinterest. A empresa está a considerar pagar cerca de 70 dólares por ação, o que significa que a rede social tem uma avaliação de cerca de 39 mil milhões de dólares, informa o portal Bloomberg, 26% superior ao valor das suas ações no encerramento da sessão da bolsa esta terça-feira.

A transação poderá ser fechada no início de novembro, embora nenhuma das empresas ainda tenha se manifestado.

Com este anúncio, as ações do Pinterest aumentaram, contudo as ações do Paypal sofreram uma queda de 3,5%. De facto, ainda falta confiança neste tipo de fusões, em que empresas do sector de tecnologia apostam em empresas da web social. Um outro exemplo aconteceu quando a Microsoft adquiriu o LinkedIn.

 

Comércio eletrónico

Não é a primeira vez que a gigante dos pagamentos se interessa por uma empresa do sector de comércio eletrónico. Em 2019, o Paypal concordou em pagar quatro mil milhões de dólares pela plataforma Honey, que mostra descontos durante as compras online.

Segundo a CNBC, uma das razões pelas quais o Paypal está interessado em adquirir a rede social é devido à pressão competitiva que estão a sofrer com a plataforma de e-commerce Shopify.

 

Canal de vendas

O Pinterest começou como uma rede social, onde as pessoas partilhavam conteúdo que consideravam inspirador. Aos poucos, nos últimos anos, tornou-se cada vez mais um possível canal de vendas. Por exemplo, recentemente lançou ferramentas que permitem aos utilizadores comprar conteúdo de outros criadores, juntamente com a integração de Try on para experimentar maquilhagem com realidade aumentada.

Mercadona

Mercadona apresenta novo sortido para o Halloween

Unilever

Volume de negócios da Unilever aumenta 4% no 3.º trimestre