in

Missão Continente distribuiu mais de 12 milhões de euros em excedentes alimentares

Missão Continente

Em 2019, a Missão Continente distribuiu um total de 12,3 milhões de euros em excedentes alimentares. Destes, 8,5 milhões foram doados a 1.013 instituições de solidariedade social e de apoio a animais espalhadas pelo país (mais 71 do que em 2018). Já os restantes 3,8 milhões correspondem aos alimentos disponibilizados aos colaboradores das lojas e entrepostos para consumo em horário laboral.

As doações diárias a instituições decorrem, durante todo o ano, nas mais de 300 lojas Continente de norte a sul do território continental e arquipélagos, que asseguram a entrega, de acordo com as necessidades das instituições beneficiadas. No ano passado, o apoio da Missão Continente dividiu-se entre instituições de solidariedade social, que receberam doações no valor de 6,6 milhões de euros, e associações de apoio a animais, com excedentes no valor de 1,9 milhões de euros. Além do apoio a estas instituições, 264 mil euros reverteram para projetos específicos.

Os artigos doados são considerados excedentes quando perdem o seu carácter comercial, mas preservam todas as condições de segurança e higiene alimentar. Estes incluem produtos frescos como fruta, mercearia e artigos de padaria, entre outros bens alimentares.

Além das doações das lojas, em conjunto com a Cruz Vermelha Portuguesa, a Missão Continente promoveu, em 2019, recolhas nacionais de alimentos que resultaram na entrega do equivalente a mais de 330 mil refeições a famílias carenciadas. Já a parceria com o Banco Alimentar Contra a Fome resultou em mais de mil toneladas de alimentos recolhidas e o Banco Solidário Animal, organizado pela Animalife, permitiu angariar mais de 745 toneladas.

 

As instituições de solidariedade social e de apoio a animais que pretendam receber este apoio através das lojas da sua área de influência devem candidatar-se no site oficial da Missão Continente.

Nestlé

Nestlé vai lançar café solúvel premium da Starbucks

Danone resiste ao primeiro embate do coronavírus

Danone estima perdas de 100 milhões de euros devido ao coronavírus