in

Mercadona vende 186 milhões no primeiro ano completo em Portugal

Cadeia chega ao distrito de Lisboa em 2022

Com o objetivo de ter 29 lojas em funcionamento, em Portugal, até final do ano, a Mercadona analisou esta terça-feira, dia 20 de abril, em conferência de imprensa, o exercício de 2020, o primeiro completo no país, com um total de vendas de 186 milhões de euros. Números que deixaram Juan Roig, presidente do Conselho de Administração da Mercadona, “muito satisfeito com as vendas alcançadas em Portugal”, após um ano muito atípico, onde a empresa fez diversos investimentos para garantir a segurança dos clientes e dos colaboradores e manter a sua operação em funcionamento.

 

Ambição

Apesar dos desafios trazidos pela pandemia, a mesma não alterou os planos da empresa, que anunciou, durante a apresentação de resultados, a partir de um dos seus centros de coinovação, em Valência, um total de 113 de milhões de euros de investimento, em Portugal.

Outro aspeto destacado por Juan Roig foi os 369 milhões de euros de compras a fornecedores portugueses, ao longo do último exercício. “Comprámos o dobro do que vendemos em Portugal“, recordou o líder da empresa retalhista.

De modo a dar continuidade ao plano de negócios, a Mercadona anunciou a abertura de nove novas lojas, até final do ano, nomeadamente, em Vila Nova de Famalicão, Matosinhos, Porto, Guimarães, Felgueiras, Espinho, Valongo, Santa Maria da Feira e Espinho, que irão originar a criação de 500 novos postos de trabalho. Recorde-se que, em Portugal, a empresa já contratou 1.700 pessoas, 800 das quais durante o ano passado.

 

Chegada prevista ao distrito de Lisboa em 2022

Já a chegada ao distrito de Lisboa está prevista para 2022, com o espaço que irá permitir a instalação do bloco logístico que irá suportar a atividade a encontrar-se contratado.

A data foi avançada por Juan Roig. “Se tivéssemos tudo tratado, começaríamos já amanhã”, assumiu o líder da Mercadona. O bloco logístico será construído na região de Almeirim.

A empresa tem como objetivo abrir dez lojas por ano, em Portugal.

Publicidade

Rewe

Rewe quer ser o segundo maior retalhista europeu

bebidas vegetais

Nescafé Dolce Gusto lança cápsulas de bebidas vegetais com café