in ,

Lucros da Unilever crescem 16,8%

A Unilever reportou vendas acima das expectativas, apesar do que considerou ser “condições de mercado desafiadoras”. O ano de 2017 terminou com um volume de negócios de 53.715 milhões de euros, 1,9% mais que o exercício anterior, apesar do impacto negativo das divisas. Em valores constantes, o crescimento foi de 4,9%.

Os lucros líquidos atribuídos aumentaram 16,8%, para os 6.035 milhões de euros. O resultado operacional da multinacional anglo-holandesa também evoluiu a dois dígitos, totalizando 8.857 milhões de euros, enquanto que a dívida líquida ascendeu a 20.343 milhões de euros.

No ano passado, a divisão de produtos alimentares e bebidas viu as vendas descerem 0,4%, para os 22.444 milhões de euros, enquanto que a unidade de lar e cuidados pessoais cresceu 3,6%, para os 31.271 milhões de euros.

Estes resultados são anunciados após a Unilever ter recusado, em 2017, a oferta de compra, por parte da Kraft Heinz e ter vendido o seu negócio de margarinas à KKR, por sete mil milhões de euros.

Paul Polman, CEO da Unilever, nota que as condições do mercado continuaram a ser desafiadoras em 2017, “com os volumes nos mercados onde a empresa opera a crescerem menos de 1%”. Contudo, a multinacional está otimista e já notou alguns indícios de melhoria das condições nos mercados emergentes. Nesse sentido, a Unilever antecipa um crescimento das vendas subjacentes entre 3% e 5% em 2018.

Publicidade

Aldi oferece apartamentos em cima das suas lojas aos estudantes de Berlim

Alibaba aposta em oferta específica para seniores com o novo serviço Taobao