in

Lucros da Lindt & Sprüngli caem 75%

Mais de 500 lojas fechadas na Páscoa

Foto Ekaterina_Minaeva/Shutterstock

A fabricante suíça de chocolate Lindt & Sprüngli concluiu o primeiro semestre com um lucro de 20,3 milhões de euros, menos 75% que no período homólogo de 2019.

A faturação da empresa, entre janeiro e junho, atingiu os 1.430,2 milhões de euros, menos 12,7% que no ano anterior.

A descida é atribuída ao impacto da pandemia de Covid-19 e das medidas decretadas para a sua contenção no comércio. De facto, durante a época da Páscoa, uma das mais importantes para o sector da confeitaria, a Lindt & Sprüngli teve de encerrar mais de 500 lojas. Além disso, também se observou uma queda das vendas nos segmentos de viagens e gastronomia.

 

Todas as regiões a caírem 2 dígitos

Na Europa, as vendas contraíram 10,1%, para os 732 milhões de euros, enquanto que na América do Norte a queda foi ainda maior, 11,5%, para os 513,9 milhões de euros. No resto do mundo, as vendas reduziram 24,1%, para os 184,3 milhões de euros.

A empresa assegura que conseguiu reportar lucros devido às medidas adotadas durante os últimos meses para conter o impacto da pandemia. Além disso, assinala, continuou a ganhar quota em todos os mercados considerados de estrategicamente importantes.

Nesse medida, a Lindt & Sprüngli confia na recuperação, “graças a uma sólida base financeira, a um bom modelo de negócio e a uma elevada liquidez”.

Publicidade

Medway

Medway inaugura nova plataforma logística

Portucale

Grupo Domus entra no mercado do café com a marca Portucale