in

Kellogg adiciona barras de proteína ao seu portfólio

A Kellogg vai comprar a fabricante das barras de proteína RXBAR por 600 milhões de dólares.

A aquisição acontece numa altura em que a sua unidade de cereais, que faz as marcas Froot Loops e Special K, enfrenta uma menor procura no mercado norte-americano nos últimos cinco anos, já que os consumidores se afastam dos alimentos embalados e açucarados e, em vez disso, optam por produtos orgânicos.

A Chicago Bar Co, uma startup que faz barras de proteína sem açúcar, glúten, soja ou produtos lácteos, vende os produtos RXBAR através de cadeias de fitness, retalhistas e online. “Adicionar um pioneiro em snacks ‘livres’ e de alta proteína ao nosso portfólio reforça a nossa oferta de snacks saudáveis“, afirma o CEO da Kellogg, Steve Cahillane.

Os concorrentes da Kellogg também estão a investir fortemente no negócio de snacks saudáveis. A ConAgra comprou a Boomchickapop, que tem a marca de pipocas Angie’s Artisan Treats, e a Hershey adicionou barras de proteína à base de carne, depois de adquirir a Krave Foods, em 2015.

A Kellogg disse que a Chicago Bar Co continuará a operar de forma independente após o acordo e espera que a unidade reporte vendas líquidas de cerca de 120 milhões de dólares em 2017.

A Kellogg tem vindo a responder às mudanças do consumidor ao lançar versões mais saudáveis das suas principais marcas, como a All-Bran, e adquirir empresas como o Parati Group, do Brasil, para diversificar os seus negócios fora dos Estados Unidos.

Publicidade

Marcas de fabricante crescem ligeiramente acima das de distribuição

Unilever decide a partir de 19 de outubro a venda do negócio de margarinas