in

Investimento recorde na logística europeia

Foto Shutterstock

O investimento na logística na Europa atingiu os 39 mil milhões de euros, em 2020, marcando um ano recorde, com um aumento de 5% face ao exercício anterior e 24% acima da média dos últimos cinco anos, de acordo com a Savills Aguirre Newman.

No que se refere à absorção, o relatório European Logistics da consultora destaca que, no ano passado, foram contratados 26 milhões de metros quadrados de espaço logístico na Europa, 12% mais que o nível registado em 2019 e 19% acima da média dos últimos cinco anos, atingindo níveis recorde na Europa.

 

Por país

O país que encabeça esses dados é a Alemanha, com uma absorção total de 6,8 milhões de metros quadrados, o que representa um aumento de 3% nos últimos cinco anos, e de 26% do total na Europa. A Polónia também registou um ano recorde de ocupação de espaço logístico, com um total de 5,2 milhões de metros quadrados, 45% acima da média dos últimos cinco anos.

Em Espanha, o volume registado nos dois principais mercados (Madrid e Barcelona) ultrapassou os 1,35 milhões de metros quadrados, o que representa um aumento homólogo de 18%. O excelente desempenho de Madrid (+70%) compensou o abrandamento do mercado de Barcelona, ​​onde o modesto nível de disponibilidade (3,4%) continua a oprimir a atividade no mercado de utilizadores.

Em termos de investimento, os países europeus mais ativos foram o Reino Unido (10.270 milhões de euros e mais 13% que a média de cinco anos), Alemanha (6.600 milhões de euros, mais 16%) e França (4.200 milhões de euros e menos 23%). No entanto, a Polónia (2,6 mil milhões de euros, mais 131%) e a Suécia (3,4 mil milhões de euros, mais 45%) alcançaram os resultados mais significativos em comparação com a média dos últimos cinco anos.

 

Comércio eletrónico

De acordo com Savills Aguirre Newman, há uma procura crescente de operadores de comércio eletrónico chineses, operando por meio dos seus próprios centros de distribuição e vendendo por através de marketplaces de comércio eletrónico estabelecidos nos mercados europeus.

Nas palavras do Head of Logistics da Savills Aguirre Newman, Antonio Montero, “a procura continua a exceder a oferta em toda a Europa e, dada a atratividade do sector, os investidores estão desviar-se para fora das localizações principais, com rendimentos mais atrativos em mercados como Espanha, com um maior potencial de crescimento”.

Publicidade

Comércio ilícito potenciado pela pandemia

Lidl

Lidl reforça apoio à terceira idade através da doação de 130 mil máscaras