in

Idade determina como se compra no pós-Covid

Foto Shutterstock

A necessidade dos consumidores regressarem às compras físicas, após a pandemia, depende largamente da sua idade, indica um estudo da Forrester.

De acordo com a consultora, os consumidores encontram-se, atualmente, num período de reflexão, pesando o valor acrescentado das lojas físicas face às compras online. 40% dos inquiridos indica que, hoje, desfrutam menos das compras online e um terço não sente sequer a necessidade de ir à loja, mesmo quando a pandemia tiver acabado. Mas tal não significa que as lojas serão massivamente evitadas, com 40% a valorizar a conveniência e a velocidade das compras físicas, a par da componente social das compras.

 

Consumidores

Mais do que o género ou o rendimento disponível, a idade determinará o modo como se comprará no pós-Covid. Por exemplo, a Geração Z é mais entusiasta das compras com grandes grupos de amigos e família. Segundo a Forrester, o grupo até aos 25 anos de idade poderá também trazer a maior mudança ao retalho físico.

Por outro lado, os Millennials não sentem necessidade de regressar às lojas físicas e estão mais inclinados a evitá-las, o mais que possível, que a média dos consumidores.

Publicidade

Ben & Jerry's

Ben & Jerry’s deixa de vender nos territórios ocupados da Palestina

novos negócios

5 em 10 executivos consideram o desenvolvimento de novos negócios uma prioridade