Europastry aposta no trigo sustentável

Europastry

A Europastry quer converter a panificação num sector mais sustentável, pelo que está a intervir ao nível do trigo, cujo cultivo representa cerca de 70% das emissões de dióxido de carbono.

Como tal, a empresa está a apostar na implementação de boas práticas com os agricultores locais, no uso de sementes certificadas, na redução da utilização de fertilizantes, na rotação das culturas e na rastreabilidade do campo à mesa.

Para identificar todos os produtos elaborados com base nestas premissas, a Europastry criou o selo “Farinhas Responsáveis”.

 

Sustentabilidade

O compromisso de sustentabilidade da Europastry mão termina aqui, tendo a empresa liderada por Jordi Gallés estabelecido metas para 2021. Como tal, quer reduzir a pegada de carbono em 36%, o consumo de água em 28% e o consumo de gás em 8% face aos valores deste ano.

Refeições

Teletrabalho impulsiona novos hábitos alimentares

Limpeza

Covid-19 catalisa sector da limpeza e cuidado do lar