marta-alvarez-presidenta-el-corte-ingles-e-ignacio-garralda-presidente-grupo-mut
Marta Álvarez e Ignacio Garralda
in

El Corte Inglés aprova entrada do Grupo Mutua no seu capital

Os acionistas do El Corte Inglés aprovaram a venda de 8% do seu capital ao Grupo Mutua. A seguradora passará a estar representada no conselho de administração por Ignacio Garralda, presidente e CEO da casa-mãe da Mutua Madrileña.

Os acionistas também deram luz verde a uma redução de capital de 6%, através do resgate de ações próprias, o que aumenta a participação dos acionistas históricos do grupo de grandes armazéns.

Após a operação, o Grupo Mutua passará a ser o sexto maior acionista do El Corte Inglés, atrás da Fundação Ramón Areces, com 40,4%, Carteira de Títulos Iasa, com 18,4%, Primefin, com 11,07%, Corporación Ceslar, com 9,64%, e Cartera Mancor, com 8,04%. Os restantes 4,81% do capital permanecem com acionistas minoritários.

O acordo com o Grupo Mutua inclui ainda a venda de 50,01% da subsidiária de seguros e um roteiro que inclui a entrada do El Corte Inglés na bolsa de valores, no prazo de seis anos. Após a operação, o El Corte Inglés receberá 1.105 milhões de euros, 555 milhões de euros correspondentes à venda de 8% da empresa e outros 550 pela subsidiária de seguros.

O acordo prevê a manutenção da marca Seguros El Corte Inglés, a projeção internacional e a criação de produtos inovadores e avançados que se adaptem às necessidades dos clientes. Ambos os grupos concordaram igualmente em manter 100% do emprego.

 

Reeleição do CEO

Além disso, a assembleia extraordinária, realizada esta quarta-feira, dia 26 de janeiro, em Madrid, aprovou a reeleição de Víctor del Pozo como CEO, até 2027.

O El Corte Inglés aprovou ainda a criação de uma comissão de sustentabilidade, presidida por Manuel Pizarro e que será composta por três conselheiras: Cristina Álvarez, Paloma García Peña e Carlota Areces. Esta comissão assumirá as funções desempenhadas até aqui pela Comissão de Responsabilidade Empresarial.

A empresa, liderada por Víctor del Pozo como CEO, está imersa num plano estratégico, até 2026, que implica duplicar o seu EBITDA, reduzir a sua dívida em 60% e multiplicar o comércio online, para representar 30% do volume de negócios da empresa.

Kimberly-Clark

Kimberly-Clark ganhou menos 23% em 2021

Nestlé

Nestlé oferece incentivos monetários aos produtores de cacau na tentativa de combater o trabalho infantil