in

Efeito Greta Thunberg chega ao consumo

Foto Shutterstock

É o chamado efeito Greta e está também a deixar marcas no consumo. De acordo com um estudo da GlobalWebindex, seis em cada 10 Millennials (22 a 35 anos) estão dispostos a pagar mais por produtos ecológicos e sustentáveis. 58% dos consumidores da Geração Z (16 a 21 anos) manifestam a mesma intenção, assim como 55% da Geração X (36 a 54 anos) e 46% dos Baby Boomers (55 a 64 anos).

O perfil dos novos consumidores caracteriza-se por ser cívico, com pensamento crítico, coerente com os seus valores e responsável pelos seus atos, comprometido com o meio ambiente e em busca da coletividade, em detrimento do individualismo. O novo consumidor compra aquilo que necessita, olha as etiquetas dos produtos, informa-se sobre a sua origem e composição, reutiliza sempre que pode e tem especial sensibilidade para o comércio de proximidade. Mais do que reciclar, a tendência é para a economia circular, uma mudança na forma de produzir e consumir para dar mais vidas aos produtos.

A emergência climática, a brecha social e a disrupção tecnológica são três dos grandes desafios que mais preocupam os cidadãos. Este consumidor-cidadão, entende que o comércio eletrónico favorece a sustentabilidade, ao reduzir ou eliminar por completo os pontos físicos, o que representa uma poupança de energia e de emissões de gases com efeito de estufa. Não obstante, há que ter consciência também do seu impacto no meio ambiente ao nível do packaging e das entregas.

Publicidade

Publicidade

Bruxelas quer acabar com a informação alimentar enganosa

OMC prevê maior debilidade do comércio mundial no 1.º trimestre