in

Coca-Cola reduzirá para metade o número de marcas

Foto Shutterstock

A Coca-Cola quer reduzir para metade o seu portfólio de marcas. Cerca de 200 marcas vão sair, já que as vendas continuam a cair em todas as regiões devido à pandemia.

Assim, produtos menos populares, como a água de coco Zico, estão a ser equacionados e a pandemia tem muito a ver com isso. Normalmente, a fabricante de refrigerantes gera metade da sua faturação com o canal fora do lar, mas é justamente este o sector que mais sofre com as medidas de segurança para conter a propagação do vírus.

O CEO  da Coca-Cola, James Quincey, continua a ter uma visão sombria da situação atualmente vivida e está a preparar-se para ainda mais confinamentos. Por isso, não se atreve a fazer previsões financeiras para o resto do ano. A empresa diz que está no caminho certo com os seus planos de transformação atuais.

 

3.º trimestre melhor do que o esperado

O último terceiro trimestre proporcionou um ponto positivo: a faturação “apenas” caiu 9% neste verão, para os 7,35 mil milhões de euros. Embora as vendas em todas as regiões tenham diminuído em comparação com o ano passado, este foi um desempenho melhor do que os analistas esperavam.

No segundo trimestre, a Coca-Cola ainda vendeu 28% menos. Também foi positivo o aumento das vendas para consumo doméstico. No entanto, o lucro líquido caiu 33%, para cerca de 1,4 mil milhões de euros.

Publicidade

ID Logistics

ID Logistics com uma boa dinâmica de crescimento no 3.º trimestre

Lidl

Lidl chega a um novo mercado