in

Cerealto quase duplica a faturação em 2017

2017 foi um ano positivo e de crescimento significativo para a Cerealto, que alcançou vendas líquidas de 160 milhões de euros, mais 72% que no ano anterior. A produção atingiu as 111 mil toneladas, 50% mais que em 2016.

No exercício passado, os investimentos da Cerealto superaram os 45 milhões de euros, o que permitiu aumentar a capacidade produtiva e levar a cabo algumas melhorias tecnológicas baseadas na eficiência. A empresa comprou as fábricas do Grupo Siro em Antequera e Briviesca, o que facilitou a sua entrada no mercado espanhol com produção própria de pastelaria e pão de forma; adquiriu a Pastificio Mediterranea, após quatro anos de atividade operativa, e concluiu a construção da sua fábrica em Worksop, iniciando a produção de bolachas, barrinhas de cereais e produtos sem glúten. Tudo isto permitiu à Cerealto crescer para um total de 1.800 pessoas.

No ano passado, a empresa duplicou o seu investimento em investigação e desenvolvimento, para 7,5 milhões de euros, o que possibilitou lançar 175 novos produtos para responder à procura por produtos saudáveis e satisfazer requisitos nutricionais específicos de vários grupos. “2017 foi um ano muito positivo para a Cerealto. Em 2018 esperam-nos novos desafios, que passam pela consolidação da nossa presença no âmbito internacional, a preparação do caminho para a digitalização da empresa, o cumprimento dos nossos compromissos com os clientes e a integração das nossas equipas e standardização dos nossos métodos de trabalho”, afirma Rut Arada, CEO da Cerealto.

Em 2018, a empresa estima criar cerca de 200 novos postos de trabalho, principalmente em Portugal e no Reino Unido.

Publicidade

50% da implantação dos produtos no linear é feita de forma incorreta

Entra em vigor norma que obriga a reduzir a acrilamida