in , , , ,

Bruxelas responde às tarifas de Trump com taxas sobre Harley-Davidson, bourboun e Levi’s

O anúncio do Governo dos Estados Unidos da América de impor tarifas de 25% para o aço e de 10% para o alumínio estrangeiro vai ter resposta por parte de Bruxelas.

Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia, confirmou a preparação de represálias comerciais que incluem conhecidas marcas de motorizadas, vestuário e bebidas alcoólicas norte-americanas. “Não vamos ficar de braços cruzados quando a indústria e os empregos europeus estão sob ameaça. A União Europeia está a preparar tarifas à importação de produtos que incluem as Harley-Davidson, o bourbon e a Levi’s”.

Estas medidas incluem tarifas até 25% para cerca de 2.850 milhões de euros em exportações norte-americanas. Além disso, Bruxelas está a estudar a limitação à entrada do aço e alumínio norte-americanos na Europa e medidas legais contra os Estados Unidos da América perante a Organização Mundial do Comércio.

As medidas da União Europeia entrarão em vigor assim que o presidente norte-americano, Donald Trump, aprove oficialmente as tarifas aduaneiras. “Esperamos que de dê conta que os Estados Unidos da América também vão ser prejudicados e tenha um efeito dissuasor, senão, vamos atuar de forma decisiva”.

Os contactos diplomáticos com Washington para impedir esta medida iniciaram em abril do ano passado. Desde então, a Comissão Europeia tem vindo a preparar-se para o pior dos cenários. Apesar do impacto destas medidas em si não ser suficiente para fazer descarrilar a economia mundial, os analistas temem que este seja apenas o início de uma escalada de represálias comerciais protecionistas que desacelerem o crescimento económico.

Publicidade

Unilever acrescenta novas marcas ao portfólio

Supermercados avisam que o Brexit pode trazer uma escassez de alimentos sem precedentes