in

Vinha Vale do Inferno tinto 2015 é a mais recente colheita do topo de gama da Quinta de La Rosa

O Quinta de La Rosa Vinha Vale do Inferno tinto 2015 é a mais recente colheita do topo de gama da quinta com o mesmo nome, completando uma mão cheia de edições.

Dista em 10 anos da primeira colheita (2005) e seguiram-se as de 2009, 2011 e 2014. Um vinho materializado em apenas 2.500 garrafas.

A edição de abril da Wine Enthusiast atribui 94 pontos a este vinho e destaca-o como Cellar Selection. Também Gillian Sciaretta, provadora da Wine Spectator encarregue de avaliar os vinhos de Portugal, deu-lhe 93 pontos.

O Quinta de La Rosa Vinha Vale do Inferno é, como o nome não deixa mentir, um vinho de vinha. Batizada de Vale do Inferno, esta vinha de quatro hectares de Touriga Nacional está situada na margem direita do rio Douro, perto do Pinhão, e é suportada pelas maiores paredes de xisto da região. Foi mandada construir antes da I Grande Guerra Mundial pelo avô de Sophia Bergqvist, atual coproprietária da La Rosa.

Desenhado pelo enólogo Jorge Moreira, este néctar ganha vida apenas em anos de exceção e depois de uma apertada seleção de barricas. Um Touriga Nacional cujas uvas são pisadas a pé em lagares de granito, seguindo-se a fermentação em pequenas cubas de inox e estágio em barricas de carvalho francês.

O Quinta de La Rosa Vinha Vale do Inferno tinto 2015 é muito expressivo e complexo no nariz, com a fruta preta, vermelha, as flores e as notas cítricas a fazerem parte do seu bouquet. Pode ser bebido agora ou aguardar até 10 anos para ser desfrutado na companhia de pratos fortes, como carnes vermelhas e queijos, nomeadamente o da Serra da Estrela.

Publicidade

Publicidade

Luís Simões recebe medalha de ouro EcoVadis pela sua gestão de responsabilidade social e corporativa

Tirar, imprimir e partilhar selfies em qualquer lugar