Media Markt
in ,

Vendas online da Media Markt e da Saturn com queda de 40%

A Ceconomy, a holding por detrás da Media Markt e Saturn, viu o seu volume de negócios aumentar 18,8%, para os cinco mil milhões de euros, no segundo trimestre. Este crescimento foi impulsionado pelas lojas e serviços físicos, uma vez que as vendas online caíram 40%.

O anterior prejuízo operacional de 146 milhões de euros foi reduzida para 62 milhões de euros. Isto deve-se, principalmente, à Alemanha e aos Países Baixos, que ainda se encontravam encerrados em 2021 e, por conseguinte, constituíram uma fraca base de comparação.

Durante o primeiro semestre do ano, o volume de negócios aumentou ligeiramente em 2,1%, enquanto o resultado operacional também aumentou modestamente em 12 milhões de euros, para 212 milhões de euros. A margem bruta melhorou 2,2 pontos percentuais, para 17,1%, impulsionada pelas maiores vendas físicas e receitas de serviços. Os serviços e soluções cresceram 54,5% e representaram 6,1% das receitas totais, no segundo trimestre.

Devido à elevada inflação, mas também a uma forte pressão competitiva, foi difícil para a Ceconomy aumentar os preços e, como resultado, a margem diminuiu.

 

Comércio eletrónico

Atualmente, um quarto do volume de negócios provém das vendas online, enquanto antes da pandemia este valor era de apenas 14%. Durante os períodos de confinamento, um terço de todas as vendas foi feito online.

Contudo, estas caíram 40%, no segundo trimestre, para 1,26 mil milhões de euros. Durante os últimos seis meses, as vendas online diminuíram 28%.

No entanto, era de esperar que a Media Markt e Saturn sofressem um forte declínio do online. As pessoas regressaram às lojas físicas, logo que as restrições associadas à Covid-19 foram levantadas, e os recordes do ano passado já não estão a ser alcançados.

ALDI

Aldi chega às 108 lojas, com segunda aposta em Santa Maria da Feira

The Body Shop

The Body Shop junta-se à ONU em campanha ativista