in

Vendas no retalho abrandaram em dezembro

O índice de volume de negócios no comércio a retalho registou uma variação homóloga de 3,9% em dezembro, segundo dados oficiais divulgados no dia 30 de janeiro. O Instituto Nacional de Estatística (INE) destaca o abrandamento no último mês do ano, face à taxa de variação homóloga de 4,7% verificada em novembro.

No total de 2016, as vendas no comércio a retalho aumentaram 2,9%, ficando 1,1 pontos percentuais acima do registado em 2015. Na análise por trimestre, os dados de dezembro permitiram fechar os últimos três meses do ano com uma subida homóloga de 4,1%, acelerando o registo de 3,3% no terceiro trimestre.

O índice de emprego no comércio a retalho também travou no último mês do ano, para 2%, depois do crescimento homólogo de 2,7% em novembro. Em sentido inverso, o índice de remunerações neste sector progrediu a um ritmo superior face ao mês anterior: 7,9% contra 6,3%.

No que toca às horas trabalhadas no mercado de bens e serviços a retalho, o INE assinala que “a variação homóloga do volume de trabalho no comércio a retalho, medido pelo índice de horas trabalhadas ajustado de efeitos de calendário, foi de -0,4% em dezembro“, comparando com 1,5% em novembro.

Publicidade

10 retalhistas entre as marcas mais valiosas do mundo

H&M abre a sua primeira loja com restaurante em Barcelona