in

Vendas de iogurte japonês disparam após aparecer em filme da Netflix

No dia 17 de agosto, a Netflix estreou uma comédia romântica para adolescentes onde um dos protagonistas aparece a beber um iogurte da marca japonesa Yakult. Apenas 14 dias após a estreia, a marca experimentou um crescimento de vendas de 2,6%.

Por seu turno, o preço das ações da empresa também foi reavaliado, desde então, em mais 1,7%.

Na verdade, tal foi o fenómeno causado pelo filme que os iogurtes Yakult até esgotaram em vários estabelecimentos. No Japão, a bebida probiótica é comercializada desde 1935 e é uma das mais consumidas. Da mesma forma, nos Estados Unidos, Canadá ou México, estes iogurtes são também muito populares, tanto que a cada dia 35 milhões de unidades são consumidas nos 38 países onde a marcaestá presente.

A Danone é a principal acionista da Yakult, apesar de em fevereiro ter decidido vender 800 milhões de dólares em ações da empresa. Até então, a multinacional francesa possuía 21,29% de participação na empresa japonesa. No entanto, desde fevereiro, vendeu 14% dos ativos.

A nível histórico, esta marca japonesa foi a primeira a comercializar iogurtes com Lactobacillus Casei, após o fundador da empresa encontrar esta bactéria, que se presume tem benefícios para a saúde. Na Europa, a Danone foi quem introduziu iogurtes com L. Casei através da sua popular subsidiária Actimel.

Publicidade

IKEA testa loja sem dinheiro

Salada Da Rosa da Vitacress está de regresso