Foto Shutterstock
in

Vendas da Unilever desaceleram na China e na Índia

A Unilever registou vendas mais fracas do que o esperado no terceiro trimestre, citando uma demanda menor na Índia e uma desaceleração na China, dois dos seus maiores mercados emergentes.

Os mercados emergentes, que respondem por 60% dos negócios da Unilever, têm sido uma importante área de foco do presidente-executivo, Alan Jope, desde que assumiu o comando em janeiro. Alan Jope tem focado o investimento em países como Vietname e Bangladesh, onde populações em crescimento e uma classe média emergente estão a impulsionar a procura por produtos domésticos.

Crescimento das vendas

A Unilever reportou um crescimento de vendas subjacente de 2,9% no trimestre, perdendo uma previsão média de 3%, segundo a empresa. A faturação foi de 13,3 mil milhões de euros, acima dos 13,24 mil milhões que os analistas esperavam.

No entanto, a empresa manteve a sua meta para o crescimento das vendas subjacentes de 3% a 5% atingir uma margem operacional de 20%, em 2020.

Nestlé desenvolve queijo e bacon vegan para hambúrgueres

Lidl acelera o lançamento do seu serviço de pagamentos