in

Vendas da Carlsberg caem 12,6%

Foto Yaroslav Potapov/Shutterstock

A Carlsberg faturou 3.870,7 milhões de euros, durante o primeiro semestre, o que significa uma queda de 12,6%.

O volume de cerveja vendido caiu 6,7%, para os 53,3 milhões de hectolitros, e o das outras bebidas diminuiu 12,9%, para os 9,5 milhões de hectolitros.

O lucro líquido situou-se nos 383,3 milhões de euros, menos 7,3% que no primeiro semestre de 2019.

Todos os nossos mercados foram afetados, em maior ou menor medida, pela pandemia de Covid-19, mas a empresa e os seus colaboradores mostraram uma grande resiliência e flexibilidade, permitindo-nos estabilizar o negócio, ajudar a sociedade e apoiar os nossos clientes”, explica Cees’t Hart, CEO da Carlsberg.

 

Preparar o futuro

Por zonas geográficas, na Europa, as vendas de cerveja alcançaram os 2.037,5 milhões de euros, menos 14,7%, enquanto que na Ásia caíram 13,5%, para os 1.136,3 milhões de euros. Na Europa de Leste, as vendas estabilizaram nos 695,7 milhões de euros.

Apesar da pandemia ter feito com que 2020 seja desafiante, a nossa estratégia de longo prazo mantém-se intacta e conseguimos apoiar e investir para salvaguardar as oportunidades de crescimento futuro. Este continua incerto, mas estamos a preparar-nos para ele”.

Publicidade

Quinas Alentejo

Quinas assina acordo de distribuição no Alentejo

Economia

PIB cai 16,3%