in

Vendas da Beiersdorf crescem acima do nível pré-pandemia

Foto Lukassek/Shutterstock

A Beiersdorf espera que as suas vendas cresçam perto de 10%, este ano, uma vez que a forte procura impulsionou os resultados do primeiro semestre para níveis acima dos pré-pandémicos.

Em termos orgânicos, as vendas cresceram 28,3% no segundo trimestre, elevando para 16,2% o desempenho na primeira metade do ano. As vendas totalizaram, no semestre, 3,87 mil milhões de euros.

A margem ampliou para 15,3%. Para o conjunto do exercício, contudo, a Beiersdorf antecipa que a margem estabilize no nível de 2020, devido à subida dos preços das matérias-primas e aos investimentos em digitalização e inovação.

 

C.A.R.E.+

Estes investimentos enquadram-se no âmbito da estratégia C.A.R.E.+, lançada em 2019, com o objetivo de aumentar a eficiência e catalisar a digitalização do negócio do grupo e, em simultâneo, impulsionar a sustentabilidade.

Nesse sentido, foi anunciado um investimento adicional de 300 milhões de euros em programas digitais.

Publicidade

C&A reforça a sua estratégia de licenças

l'animo

L’ Animo é uma nova marca de cápsulas de café compatíveis com máquinas Nespresso