retalho
Imagem: Shutterstock
in

Vendas a retalho europeias regressam a números positivos em julho

Em julho de 2022, o volume do comércio a retalho aumentou 0,3% tanto na zona euro como na UE, em comparação com junho de 2022, segundo estimativas do Eurostat, o serviço de estatística da União Europeia. Em junho de 2022, o volume do comércio a retalho tinha diminuído 1,0%, tanto na zona euro como na UE.

Em particular, na zona euro, em julho de 2022, em comparação com junho de 2022, o volume do comércio a retalho aumentou 0,4% para os combustíveis automóveis e 0,1% para os alimentos, bebidas e tabaco, enquanto diminuiu 0,4% para os produtos não alimentares.

Na UE, o volume do comércio a retalho aumentou 0,3% para os combustíveis para motores, enquanto diminuiu 0,2% para produtos não alimentares e 0,1% para alimentos, bebidas e tabaco.

Entre os Estados-membros para os quais existem dados disponíveis, os maiores aumentos mensais no volume total do comércio a retalho foram registados na Alemanha (+1,9%), Países Baixos (+1,7%), Luxemburgo e Polónia (ambos +1,5%). Os maiores declínios foram observados na Áustria (-1,8%), Finlândia (-1,7%) e Espanha (-1%).

 

Comparação anual

Em comparação com o mesmo mês em 2021, o índice de vendas a retalho ajustado ao calendário diminuiu 0,9% na zona euro e 0,5% na UE.

Numa base anual, na zona euro, em julho de 2022, o volume do comércio a retalho diminuiu 2,4% para alimentos, bebidas e tabaco e 0,9% para artigos não alimentares, enquanto que aumentou 0,6% para os combustíveis para motores.

Na UE, o volume do comércio a retalho diminuiu 2,0% para alimentos, bebidas e tabaco e 0,7% para produtos não alimentares, enquanto que aumentou 1,3% para os combustíveis para motores.

Entre os Estados Membros para os quais existem dados disponíveis, as maiores diminuições anuais no volume total do comércio a retalho foram registadas na Dinamarca (-7,7%), Luxemburgo (-6,3%) e Irlanda (-5,6%). Os maiores aumentos foram observados na Eslovénia (+25%), Malta (+9%) e Polónia (+7,6%).

Mercadinho do Bebé

Mercadinho do Bebé regressa à Alfândega do Porto

procura

KuantoKusta: aumenta a procura por material escolar e produtos de casa em agosto