in

União Europeia pede maior transparência sobre o sector logístico

Segundo a Comissão Europeia, na base dos elevados preços dos serviços de logística está, entre outros aspetos, o facto de algumas lojas online cobrarem aos clientes gastos de envio superiores aos custos.

Neste sentido, Bruxelas publicou uma proposta de regulamento europeu sobre os serviços de entregas nos Estados-membros, onde está presente um conjunto de obrigações que afetam os operadores logísticos. O objetivo principal desta proposta é conseguir uma maior transparência do mercado, de forma a reduzir as diferenças injustificadas ao nível dos preços e reduzir os preços dos serviços para os particulares e lojas online, especialmente em zonas remotas.

A proposta afeta as encomendas até 31,5 quilogramas, não obstante a maior parte das encomendas referentes a compras online ter menos de dois quilogramas e obriga todas as empresas com mais de 50 colaboradores a notificarem as autoridades competentes sobre a sua atividade.

Os fornecedores de serviço universal deverão informar as autoridades sobre as tarifas públicas de 15 diferentes tipos de serviços, as quais serão publicadas pela Comissão Europeia. As autoridades de controlo estudarão se as tarifas para os serviços transnacionais são adequadas em função de um conjunto de parâmetros definidos na proposta.

Publicidade

Grande consumo perde valor acrescentado com as MDD

Heineken cria joint-venture com a maior cervejeira das Filipinas