in

Uma das maiores cadeias de retalho alemãs começa a ser desmantelada

O desmantelamento da cadeia de supermercados Kaiser’s da Tengelmann iniciou com a venda de 450 lojas, o que poderá significar a perda de milhares de empregos caso não seja encontrado um comprador.

Segundo Karl-Erivan Haub, CEO da Tengelmann, as negociações sobre o futuro da falida cadeia de supermercados chegaram ao fim sem que as partes interessadas, designadamente a Rewe, a Markant e a Norma, tenham conseguido encontrar uma solução construtiva para a insígnia e voltado atrás no protesto à aprovação ministerial da fusão entre a Kaiser’s e a Edeka.

Recorde-se que o ministro da Economia alemão deu permissão especial ao negócio, na condição de que se preservassem os postos de trabalho. Em julho, contudo, um tribunal de Dusseldorf anulou a decisão, dizendo que a proteção dos trabalhadores não se sobrepõe à salvaguarda dos interesses públicos e que a sentença não podia ser contestada. 

De acordo com Karl-Erivan Haub, o maior opositor no processo foi a Rewe, a segunda maior cadeia de retalho da Alemanha, com receio de que a solução encontrada pudesse aprofundar a distância para a líder Edeka. Por sua vez, a Rewe contesta que nunca teve oportunidade para formalizar uma oferta de compra da Kaiser’s.

Com o anúncio do desmantelamento da cadeia, os interessados poderão colocar as suas ofertas por cada estabelecimento individual.

Publicidade

Maior confiança do consumidor potencia ganhos dos retalhistas europeus

Worten com campanha temática de tecnologia