in

Sistema de pooling de paletes da CHEP ajuda Renova a manter os custos logísticos competitivos

A Renova tomou a decisão estratégica de abandonar o tradicional sistema de troca de paletes brancas.

A decisão prende-se com o aumento nos custos de reparação e substituição dessas paletes e ao extenso trabalho administrativo que a gestão das mesmas acarreta. “Os custos com a logística são muito importantes no nosso sector porque os nossos produtos têm baixa densidade. Têm pouco peso, no entanto, o seu volume é alto. A gestão do transporte dos produtos é importante para nós como fator de competitividade, especialmente, no transporte em longas distâncias, uma vez que as margens são muito baixas”, explica Luís Saramago, diretor de Marketing da Renova, também com responsabilidades nas operações de logística da empresa.

A CHEP fornece paletes de pooling para o fabricante de papel higiénico há já 22 anos, que movimenta atualmente mais de 400 mil paletes por ano. “Precisávamos de nos focar apenas na produção dos nossos produtos e não na gestão das paletes. Queríamos uma solução que reduzisse os custos e agilizasse as operações de logística”, acrescenta. “A solução pelo pool de paletes da CHEP foi uma decisão importante desse esforço. Sabemos que, sempre que precisamos, recebemos paletes de qualidade e não temos de nos preocupar com o seu rastreamento, reparação ou substituição. Temos um carinho especial pela CHEP, devido ao nosso relacionamento histórico de colaboração“.

O modelo de negócio sustentável da CHEP de reutilizar, reciclar e reduzir o desperdício foi outro fator importante para a Renova, na decisão inicial de começar a trabalhar com a empresa de pooling. “Para nós as questões ambientais são sempre também estratégicas. Ter produtos amigos do ambiente é um elemento de diferenciação que os nossos clientes dão valor e a CHEP é líder em sustentabilidade da cadeia de abastecimento”.

A Renova está a considerar a oportunidade de utilizar a quarto-de-palete CHEP. A quarto-de-palete é uma solução ideal para “a última milha” que permite ao fabricante de papel colocar um expositor diretamente no chão da loja, sem ter de perder tempo e trabalho a colocar os produtos nas estantes da loja. “Estamos continuamente à procura de novas oportunidades que possam ajudar a Renova a reduzir os custos nas operações de logística e comercialização. Estamos a antever uma enorme aceitação do mercado em Portugal pela quarto-de-palete, especialmente pelos fabricantes e distribuidores, que procuram uma plataforma de transporte que tanto apresente uma exposição atraente, como seja fácil de ser colocada no chão. Esperamos continuar a crescer com a Renova, enquanto expande globalmente as suas vendas e operações de marketing“, afirma Maria do Céu Carvalho, Country General Manager da CHEP em Portugal.

Publicidade

Publicidade

LG apresenta uma LG UX 5.0 mais lúdica

Fragoleto estreia gelados de cerveja