in ,

Shein deverá ser o sexto maior retalhista de vestuário do Reino Unido em 2027

Shein Reino Unido

O mais recente conjunto de dados da GlobalData, que prevê as quotas de mercado dos retalhistas do Reino Unido até 2027, salienta que a Shein deverá continuar a sua trajetória ascendente para se tornar no sexto maior retalhista de vestuário até 2027, roubando quota de mercado aos seus concorrentes da “fast fashion”.

Prevê-se que a Shein seja a maior vencedora do mercado de vestuário do Reino Unido até 2027, com a sua quota de mercado a saltar de 2,2% em 2023, para 2,8% em 2027, tornando-se assim no sexto maior retalhista de vestuário, em comparação com o 11.º lugar em 2023. A combinação vencedora da Shein de preços altamente competitivos e marketing omnipresente nas redes sociais permitir-lhe-á ultrapassar o concorrente britânico ASOS, que ocupava o oitavo lugar em 2023, e que deverá cair para o 10º. lugar em 2027“, afirma Louise Deglise-Favre, analista de vestuário da GlobalData. “Outros operadores de ‘fast fashion’ online sofrerão com a ascensão meteórica da Shein, prevendo-se que a ASOS, a boohoo.com e a PrettyLittleThing percam quota de mercado até 2027. Por conseguinte, estes retalhistas devem concentrar-se na agilidade e no preço, para garantir que as suas ofertas de produtos possam competir com a Shein pela atenção dos jovens compradores, e devem aproveitar eficazmente o poder das redes sociais e das colaborações para recuperar o ‘top of mind’“.

A GlobalData prevê que a Next, a Primark e a M&S mantenham as três posições de topo no mercado de vestuário do Reino Unido, até 2027. A Next e a M&S continuarão a beneficiar da sua perceção da relação qualidade/preço, da vasta oferta de produtos, incluindo marcas de terceiros, e das suas fortes capacidades online. “Dado que a economia continua a ser difícil a curto prazo, as interessantes gamas e lojas da Primark permitir-lhe-ão conquistar os compradores que procuram reduzir as suas vendas, mas a ASDA, Tesco e Sainsbury’s não registarão o mesmo aumento devido a propostas menos inspiradoras. A JD Sports e a Sports Direct manterão o seu quarto e quinto lugares, respetivamente, graças ao desempenho superior contínuo do vestuário desportivo“.

Siga-nos no:

Google News logo

Vidal Sassoon

Henkel compra negócio da Vidal Sassoon na China

iServices Madeira

iServices já está no Forum Madeira