in

Quem são os “influencer shoppers”?

Atualmente, representam cerca de 25% da população total de consumidores, mas deverão aumentar nos próximos anos. Os “influencer shoppers”, identificados pela IGD como os compradores do futuro, são individualistas, experimentalistas, socialmente conscientes, preocupados com a sua saúde e com a poupança de tempo.

Estes compradores também adotarão as novas tecnologias para ter uma maior personalização da experiência de compra dos alimentos. Mais de metade diz que está disposto a partilhar os seus dados com os retalhistas para que estes possam adaptar as suas ofertas alimentares às suas necessidades individuais. 61% dos shoppers que compram alimentos online gostariam que os retalhistas personalizassem a oferta com base nas suas compras regulares.

O estudo revela que devido ao facto de 71% das pessoas com idades compreendidas entre os 18 e os 24 anos estarem mais ocupadas nos próximos cinco e 10 anos, a experiência de compra terá que estar mais otimizada para que o cliente possa aproveitar ao máximo o tempo.

Saúde e bem-estar vão também aumentar de importância, pelo que esta será uma prioridade para os retalhistas e fornecedores em 2025. 42% dos inquiridos entre 18 e 24 anos manifestam que, nos próximos cinco ou 10 anos, deverão comer mais saudável. Nesse sentido, as mensagens nutricionais deverão ser o mais simples possível para evitar confusões.

Estes shoppers são também mais experienciais. 80% alega que está disposto a provar novos produtos e testar novos serviços. Simultaneamente, são também mais conscientes do ponto de vista social, querendo tomar decisões sustentáveis, mas desde que satisfaçam outras necessidades, como o preço, a disponibilidade e a qualidade.

Publicidade

“Estamos concentrados na abertura de lojas em Portugal e em continuar a crescer em Espanha”

Walmart prepara-se para fazer frente à Amazon Go