Cooperativa Agrícola de Moura e Barrancos
in

Produção da Cooperativa de Moura bate recordes e ultrapassa as 62 mil toneladas

A Cooperativa Agrícola de Moura e Barrancos, que produz o Azeite de Moura, atingiu o maior volume de sempre na colheita de azeitona, desde a sua fundação, em 1954. A campanha de azeitona arrancou em outubro e terminou esta semana, ultrapassando as 62 mil toneladas.

O valor mais alto até agora registado foi de 45 mil toneladas, em 2019/2020. Na campanha passada (2020/2021), a colheita de azeitona cifrou-se nas 30 mil toneladas.

Cerca de 93% do azeite produzido foi qualificado como virgem extra na análise laboratorial. Esta classificação é atribuída ao azeite de qualidade superior, com uma acidez igual ou inferior a 0,8%.

Foi uma longa campanha e superou as nossas estimativas iniciais, que apontavam para uma produção de 50 mil toneladas de azeitona. O balanço final resultou em 62 mil toneladas de azeitona colhidas pelos nossos sócios olivicultores e entregues no nosso lagar. Estimamos, assim, uma produção acima de 10 mil toneladas de azeite”, afirma José Duarte, presidente da Cooperativa Agrícola de Moura e Barrancos, que é a maior cooperativa de produção de azeite em Portugal.

 

Cooperativa de Moura

Com 1.300 sócios olivicultores e 50 trabalhadores, a cooperativa produz Azeite de Moura destinado quer ao mercado nacional, quer internacional.

O Azeite de Moura DOP foi o primeiro azeite qualificado com Denominação de Origem Protegida em Portugal. É extraído das variedades tradicionais Cordovil de Serpa, Galega e Verdeal Alentejana.

zona euro

Inflação atinge novo máximo de 5,8% na zona euro em fevereiro

CEPSA Texaco

Cepsa reforça parcerias na distribuição da marca Texaco