in

Procura interna impulsiona crescimento na Bélgica

A Crédito y Caución prevê que o crescimento da Bélgica, que abrandou em 2018, se mantenha abaixo de 1,5%, em 2019 e 2020. A procura interna e o investimento público contribuirão para impulsionar a atividade económica.

O Reino Unido é um importante mercado de exportação para a Bélgica, especialmente para as indústrias de equipamentos de transporte, têxtil e produtos químicos, que poderiam ser afetadas de forma negativa pela saída do Reino Unido da União Europeia.

O défice fiscal aumentará de novo em 2019 e 2020, apesar do facto de que a dívida do governo central, em torno a 100% do PIB, continua a ser uma das mais elevadas da União Europeia, em termos relativos. A médio prazo, a Bélgica terá de resolver a consolidação orçamental.

A Bélgica mantém um alto nível de insolvências corporativas. Espera-se que as falências aumentem ligeiramente, em 2019, após uma modesta descida de 1%, em 2018. Com cerca de 10.075 casos esperados para este ano, o número de insolvências permanecerá acima dos níveis registados antes do início da crise financeira internacional em 2008.

Porto Ferreira lança edição especial de verão

BIC lança uma coleção de isqueiros inspirada nos Rolling Stones