O número de insolvências está a baixar há três anos, de acordo com a Informa D&B.

A contribuir para esta tendência estão os sinais de recuperação económica, registados desde 2012, e a criação do Processo de Revitalização de Empresa, criado em 2012, que veio dar às empresas em situação económica difícil e de insolvência iminente a possibilidade de regularizar as obrigações assumidas com os credores antes de entrarem em insolvência.

Entre 2013 e 2015, houve menos 24,7% de processos de insolvência, contrariando o crescimento expressivo registado entre 2010 e 2012 (67%).

Os dados do estudo mostram que, não obstante as insolvências estarem em queda, os empresários em nome individual estão a ganhar peso no total registado. Entre 2010 e 2015, o seu peso passou de 11% para 24%.

O perfil sectorial dos processos de insolvência também registou alterações. Entre 2010 e 2015 reduziu-se a importância nos processos de insolvência das Indústrias Transformadoras e Construção em 11 e quatro pontos percentuais, respetivamente, mas os sectores dos Serviços e do Retalho subiram em termos relativos seis e quatro pontos percentuais, respetivamente.

Publicidade

P&G

P&G ultrapassa a Unilever como o anunciante mais eficaz do mundo

Adega de Vidigueira medalhada no Vinalies