in

Novo Traigo 80 é uma alternativa aos empilhadores de combustão interna

Com capacidade máxima de carga de oito toneladas e sete metros de elevação, o novo Toyota Traigo 80 configura-se como uma alternativa fiável aos empilhadores de combustão interna de grande capacidade e é indicado para trabalhos pesados com grandes acessórios.

Com as opções disponíveis de tecnologias de bateria, elevada eficiência energética, cabine totalmente flutuante e compatibilidade com o sistema de gestão de frotas Toyota I_Site, o Traigo 80 é o novo membro forte da gama Traigo.

Os potentes motores oferecem forte capacidade de subida e alta velocidade de deslocação, tornando este empilhador adequado para operações intensas, normalmente reservadas para equipamentos de combustão. Este empilhador também pode ser manobrado em espaços confinados, sempre que necessário, por exemplo, em áreas de produção ou de armazenamento, graças ao acentuado ângulo de direção traseiro. O painel, estrategicamente colocado, permite que o operador trabalhe de forma intuitiva e experiencie baixas vibrações e ruído, graças à cabine flutuante do operador. A segurança é aprimorada através da visibilidade a toda a volta do empilhador e ao sistema de estabilidade ativa Toyota SAS, que melhora consideravelmente a produtividade.

Os novos modelos de 80 volts possuem direção elétrica, para garantir um menor consumo energético, e os clientes podem optar por diferentes tecnologias de bateria consoante as suas necessidades. Para facilitar a troca de bateria, o empilhador apresenta um chassi aberto, tornando fácil retirar e colocar a bateria.

Os componentes deste empilhador estão totalmente protegidos, para operar com segurança no exterior, em ambientes húmidos ou com poeiras. No entanto, os componentes principais são facilmente acessíveis através de uma abertura no contrapeso do equipamento para uma manutenção simples. Diversas opções de cabine permitem que o operador fique protegido e confortável em todas as condições meteorológicas.

Publicidade

Publicidade

Quanto Revival mantém a roupa como nova por mais tempo

Portugueses querem mais promoção de produtos regionais