in

Nestlé, RFM e Rádio Comercial são as marcas com melhor reputação no país

O Reputation Institute acaba de revelar o “RepTrak 2019”, no qual apresenta o ranking das marcas com melhor reputação em Portugal. Nestlé, RFM e Rádio Comercial ocupam os primeiros três lugares da lista de 50 empresas que constituem o ranking e que se destacam por ter uma avaliação superior a 83 pontos.

No primeiro lugar, encontra-se a Nestlé, que se destaca pela força da dimensão “Produtos e Serviços”.

No Top 10 constam ainda marcas como Sony, Delta, Microsoft, Luso, Lidl, Porto Editora e BMW, todas com uma reputação superior a 80 pontos, o que quer dizer que têm uma reputação excelente.

O Top 10 é dividido em partes iguais por marcas nacionais e marcas internacionais, o que compara com a maioria de marcas estrangeiras dos tops dos outros países.

Observando a performance dos sectores de atividade, verifica-se que o sector tecnológico é o que goza de melhor reputação em Portugal, logo seguido do sector de consumo, alimentação e bebidas. Em contraste, surgem os sectores das telecomunicações, financeiro e de transportes, que se apresentam com os indicadores mais baixos do ranking. Destaque ainda para o facto da maioria dos sectores de atividade em análise ficar abaixo da média do país, o que não acontece, por exemplo, com o sector de informação e media, algo que se destaca pela positiva na realidade nacional, de acordo com o Reputation Institute.

O RepTrak identifica também as marcas com melhor reputação por sector de atividade, ficando a Microsoft na liderança do sector tecnológico, a Renova no sector de grande consumo, a Nestlé no sector de alimentação e bebidas, a BMW no sector automóvel e o Lidl no sector de retalho alimentar. A RFM conquista o primeiro lugar no sector de informação e media, o Automóvel Clube de Portugal no sector de serviços, a Siemens no sector de indústria, a TAP nas transportadoras aéreas e a Repsol no sector de energia. A finalizar surge a Vodafone, que fica na frente do ranking no sector das telecomunicações.

Analisando os resultados do estudo por cada uma das dimensões da reputação, verifica-se que a Nestlé domina em matéria de produtos, a Google em inovação e liderança, a Delta em “governance”, a Microsoft em “workplace” e performance e a RFM em cidadania.

Destaque ainda para o facto de a Nestlé liderar o ranking com uma pontuação de 84% no que diz respeito à ligação emocional, um indicador calculado pela ponderação de valores como sentimento, estima, admiração e confiança. Por sua vez, a Delta lidera em responsabilidade social corporativa, ficando à frente das restantes pela melhor classificação média nas dimensões de cidadania, “governance” e “workplace”.

No estudo fica também demonstrado que as dimensões de produtos e serviços, “governance” e cidadania são as que mais contribuem para a boa reputação das marcas no país. Também a responsabilidade social corporativa tem muito peso na avaliação das marcas, representando 42,5% desse processo. Apesar disso, o estudo demonstra que duas das dimensões que a caracterizam, a integridade e a cidadania, são as que apresentam valores mais baixos, o que quer dizer que constituem grandes oportunidades para construir reputação. “O estudo ‘RepTrak Portugal 2019’ volta a demonstrar que vivemos na economia da reputação, na qual as empresas mais admiradas recebem também o apoio dos grupos de interesse e, consequentemente, a sua recomendação, intenção de compra, investimento, preferência de emprego e até o beneficio da dúvida em caso de crise. Os portugueses são particularmente sensíveis aos temas relacionados com a responsabilidade social corporativa, em particular com a integridade (‘governance)’, a segunda dimensão mais valorizada em Portugal, logo a seguir a produtos e serviços. Em sectores como o da energia, indústria e serviços, a integridade (‘governance’) chega até a ser mais importante que a oferta “, diz Fernando Prado, Senior Vice-President e Head of Latin América & Ibéria do Reputation Institute.

O ranking das empresas com melhor reputação em Portugal é definido anualmente por um inquérito online, realizado durante dois meses pelo Reputation Institute, junto de mais de 10 mil indivíduos. O estudo é realizado em 50 países e analisa mais de 20 indústrias e 7.600 empresas de todo o mundo.

Publicidade

Publicidade

Investimento na Bordallo Pinheiro ultrapassa 9 milhões de euros

PAGAQUI expande negócio para o serviço online de seguros e garantias