in

Megacamiões da Luís Simões permitem reduzir em 30% o CO2 por tonelada transportada

A Luís Simões é pioneira na utilização de megacamiões na Península Ibérica, tendo arrancado, em 2017, com um novo projeto, desta vez em Espanha, na região de Zaragoza.

A solução Gigaliner, introduzida pela Luís Simões no mercado ibérico, em 2014, apresenta ganhos ambientais que reduzem em cerca de 30% das emissões de dióxido de carbono por tonelada transportada. Regista-se uma maior eficiência, resultado da redução de custos de exploração por tonelada transportada, por via do menor consumo de combustível e esforço de investimento. Por fim, verifica-se menor desgaste das vias rodoviárias, com uma redução de um terço da pressão nas vias, tendo em conta que dois Gigaliners substituem três conjuntos convencionais.

Implementado, em 2014, em Portugal, este sistema é um exemplo de como a inovação no sector da logística e dos transportes beneficia a capacidade competitiva dos operadores em termos económicos e ambientais. Os 10 veículos Gigaliners que a Luís Simões tem atualmente em circulação em Portugal e em Espanha visam otimizar o sistema euro-modular e acrescentar valor à cadeia de abastecimento dos clientes. “Em Portugal, a LS acumula mais de três anos de experiência e 34 mil viagens com euro-modulares e os resultados obtidos são prova viva das vantagens na utilização deste tipo de equipamento, com menor impacto ambiental, com destaque para a diminuição das emissões de CO2 por tonelada transportada. Em Espanha, o projeto foi cuidadosamente preparado com provas de acessibilidades, reajustes do modelo operativo de algumas instalações, formação especializada de condutores e técnicos da Luís Simões, tendo contado, ainda, com o apoio e acompanhamento contínuo dos fornecedores dos equipamentos”, refere Cláudia Trindade, gestora de frota ibérica da Luís Simões.

A implementação da frota de camiões euro-modulares de 25,25 metros tem vindo a funcionar como um processo transversal, desde a criação até à distribuição, através de todas as áreas da cadeia de abastecimento. O uso de veículos modulares com maior capacidade de carga facilita e torna mais eficiente o transporte em curtas distâncias, ao diminuir o número de viagens e, consequentemente, do consumo do combustível. “O mais recente projeto a este nível arrancou em 2017, desta vez em Espanha, na região de Zaragoza, fruto de um projeto desenvolvido com a Saica que, com 70 anos de história, é uma empresa familiar líder no desenvolvimento de soluções sustentáveis para a embalagem de papel e cartão canelado”, refere Ignacio Gutierrez, diretor regional de transportes da Luís Simões. 

Publicidade

Publicidade

Cerca de metade dos compradores em Portugal correrão o risco de pagar por algo que nunca chegará a casa

Click & collect impulsiona crescimento do e-commerce no grande consumo