in , , ,

Marcas de fabricante impulsionam crescimento dos bens de grande consumo

De 8 de outubro a 4 de novembro, os bens de grande consumo cresceram 2,2%, sobre um período homólogo que já estava muito dinâmico, tanto no total do mercado (5,6%) como em cada categoria.

De acordo com os dados da Nielsen, este crescimento foi impulsionado sobretudo pelas marcas de fabricante, que aumentaram 2,9%, bem acima dos 0,9% das marcas de distribuição e primeiros preços (MDD+PP). 

No período em análise, a categoria da alimentação cresceu 2,6%. Com uma evolução de 4,1%, as marcas de fabricante foram as responsáveis por este desempenho. As MDD+PP (+0,2%) mantiveram-se estáveis relativamente ao período homólogo.

Nas bebidas, a situação foi distinta. A categoria registou um ligeiro crescimento (+1,6%) sobre um período homólogo que estava já muito dinâmico (+12,2%), e foram as marcas de distribuição (+3,1%) que mais cresceram, comparativamente às marcas de fabricante (+1,3%).

Já a higiene do lar somou mais 2,2%, dentro da média do total dos bens de grande consumo. Novamente, as marcas de fabricante foram as principais responsáveis por este dinamismo, aumentando 2,9% face aos 0,5% das marcas de distribuição.

Finalmente, a higiene pessoal cresceu 1,4% na quadrissemana em análise. Nesta categoria, as marcas de distribuição (+4,8%) apresentaram um crescimento muito superior ao das marcas de fabricante, que se mantiveram estáveis (+0,2%).

Publicidade

Publicidade

Alibaba Group desafia empresas em Portugal a aproveitar oportunidades na China

Linde Roadster vence o German Design Award 2019