Manoel Pedro Guedes: a homenagem ao fundador da Aveleda

Aveleda Manoel Pedro Guedes

Em 1870, Manoel Pedro Guedes fundou a Aveleda e lançou um prenúncio: “o futuro desta casa há-de ser o vinho”. 150 anos depois, a Aveleda apresenta o vinho Manoel Pedro Guedes, que reflete a personalidade do seu fundador.

Quisemos homenagear o nosso fundador com um vinho extraordinário. Há muitos anos que sonhávamos criar este vinho, de forma a perpetuarmos a memória de Manoel Pedro Guedes e a sua personalidade arrojada e inovadora, que fizeram dele um homem à frente do seu tempo”, referem António e Martim Guedes, coCEOs da Aveleda.

 

Castas

Produzido com as castas Alvarinho e Loureiro, Manoel Pedro Guedes é inspirado no primeiro “blend” que a Aveleda produziu. A vindima é manual e as uvas são transportadas em pequenas caixas de 15 quilogramas e arrefecidas durante o transporte até à adega. Nesta fase, há uma seleção bago a bago das uvas, que são depois prensadas de forma suave. A fermentação decorre parte em barricas de carvalho francês (50%) e outra parte em inox (50%). O vinho estagia durante oito meses: 50% em inox e 50% em barricas de carvalho francês, sendo que metade é de madeira nova (50%) e a outra metade de madeira usada. Apenas uma pequena parte do vinho é selecionada, escolhendo apenas as melhores barricas e cubas para composição do lote final. Este lote é depois engarrafado e repousa durante um ano em garrafa.

Disponível no formato de 750 mililitros e 1,5 litros, este vinho verde revela uma cor amarela de média intensidade e apresenta um bouquet harmonioso no nariz: notas de jasmim, flor de baunilha e casca de lima misturam-se com delicadas notas de ananás. As notas mais óbvias de toranja madura, ananás, lima são seguidas de aromas mais discretos a pedra molhada e um leve abaunilhado.

Meu Super Idanha-a-Nova

Meu Super reabre em Idanha-a-Nova

#NãoSejasPato

Nesta Black Friday #NãoSejasPato