in

Luís Simões reforça aposta na automatização

A Luís Simões arrancou com a construção de soluções automatizadas numa das três naves que compõem o novo centro de operações logísticas (COL) no Polígono Puerta Centro – Cidade do Transporte, em Guadalajara, Espanha.

A Nave A terá uma capacidade total de armazenagem de 86.500 lugares de paletes (75.500 em temperatura ambiente e 11 mil para produtos refrigerados) e 1.800 de picking, na área destinada ao automatismo.

O sistema vai gerir de forma simultânea um fluxo, em hora de ponta, de 540 paletes de entrada e 440 paletes de saída. O armazém de picking está equipado com 10 transelevadores, suspensos a 20 metros de altura por cima das estanterias, o que permite a utilização do solo para operações logísticas realizadas no nível mais baixo, circulação de empilhadores e RGVs de forma totalmente segura, combinando operações de armazenamento, picking e copacking.

A Nave A liga-se aos outros dois armazéns que formam o projeto logístico da Luís Simões na Puerta Centro. O futuro COL conta com uma superfície útil de armazenamento de 89 mil metros quadrados.

Publicidade

Amazon lança-se nas televendas

Pernod Ricard com crescimento de 7,8%