in

Lucros da Coca-Cola crescem 42,2%

Foto Tetiana Shumbasova/Shutterstock

A Coca-Cola obteve um lucro líquido de 2.125 milhões de euros, no terceiro trimestre, o que representa um aumento de 42,2% face ao resultado registado no mesmo período de 2020, segundo o relatório da multinacional sediada em Atlanta, nos Estados Unidos da América.

As vendas líquidas totalizaram, entre julho e setembro, 8.636 milhões de euros, mais 16% do que no terceiro trimestre de 2020, com um crescimento de 6% no volume de unidades vendidas. Este continuou a beneficiar da recuperação em curso em vários mercados e ultrapassou o nível de 2019. “Embora a recuperação continue diferente nos mercados e o ambiente da cadeia de abastecimento se mantenha dinâmico, a empresa está a progredir na sua transformação estratégica e está a alavancar a organização em rede para impulsionar o crescimento do sistema“, indica a Coca-Cola

No terceiro trimestre, a Coca-Cola aumentou as suas receitas na região da EMEA (Europa, Médio Oriente e África) em 13%, para 1.647 milhões de euros, e em 41% na América Latina, para 978 milhões de euros, enquanto na América do Norte as suas receitas cresceram 13%, para 2.992 milhões de euros, e na Ásia-Pacífico em 3%, para 1.182 milhões de euros.

 

Nove meses

Nos primeiros nove meses de 2021, a empresa obteve um lucro líquido de 6.327 milhões de euros, mais 16,9% do que um ano antes. Da mesma forma, as vendas totalizaram 25.103 milhões de euros até setembro, mais 19,6%.

Para o conjunto do ano, a multinacional espera impulsionar o crescimento da receita orgânica entre 13% e 14. “A nossa transformação estratégica permite-nos navegar efetivamente num ambiente dinâmico e emergir mais forte da pandemia“, afirma James Quincey, presidente e CEO da Coca-Cola Company.

Publicidade

portugueses

26% dos portugueses assume estar a aumentar os níveis de poupança

agroalimentar

Confagri alerta para potencial escassez de bens alimentares nas prateleiras