in

Loja das Peças lança nova loja online

A Loja das Peças, e-tailler especializado em peças e acessórios, tem agora um website totalmente remodelado com uma nova loja online.

A marca detida pela Satfiel tem uma nova imagem, mais simples, mais prática e, ainda, com mais produtos, opções de envio e formas de pagamento. Dispõe de uma oferta ampla e diversificada em peças e acessórios para eletrodomésticos, equipamentos eletrónicos e informáticos com garantia de entrega em 24 horas em Portugal Continental e Espanha de produtos em stock.

 

Atendimento personalizado

Tudo isto é suportado por uma equipa de 24 elementos dedicados à gestão de peças e acessórios, que asseguram o atendimento dos clientes presencialmente, por e-mail, chat ou telefone. “Esta rapidez de atendimento, disponibilidade de catálogo e preços competitivos é possível graças à ligação direta que a empresa tem com a maioria dos fabricantes, para os quais a Satfiel presta serviços de assistência técnica ao domicílio e em laboratório central“, assume a marca em comunicado.

A melhoria na plataforma trouxe, ainda, reforços significativos no processo logístico que suporta toda a operação, ao permitir uma maior agilidade em toda a cadeia, desde a compra até à entrega do produto ao cliente. Em 2019, foram distribuídas mais de 200 mil peças e acessórios e os números de 2020 apontam para um crescimento muito significativo.

 

Aposta

No entanto, este lançamento incorpora, apenas, a primeira fase da estratégia da Satfiel para a marca. A integração com marketplaces e a criação do seu próprio marketplace (pioneiro na especialização em peças e acessórios) serão projetos a realizar a médio prazo. A ativação da marca no digital está visível também nas suas redes sociais.

Acreditamos ter um papel importante a desempenhar no aumento da economia circular e na preservação do meio ambiente. ‘Repare você mesmo’ é o mote para a promoção da reparação em detrimento da substituição“, reforça a marca.

7UP Free

7UP Free entra na onda do verão sem açúcar

Restauração

Faturação do mês de junho do sector da restauração foi dramática