in

Lidl e Electrão retiram mais de 180 toneladas de plástico das praias portuguesas

Lançado em 2018, o projeto TransforMAR já retirou 180 toneladas de resíduos plásticos e de metal das praias de norte a sul do país, dando-lhes uma nova vida. Só este ano foram recolhidas 67 toneladas.

No evento de encerramento do projeto deste ano, organizado esta terça-feira, dia 27 de setembro, no Aquário Vasco de Gama, o aquário mais antigo do mundo, foram anunciados os resultados da quinta edição: 67 toneladas de resíduos plásticos e de metal recolhidos nas praias portuguesas, o que significa um resultado acumulado de 180 toneladas de resíduos recolhidos.

Este projeto TransforMAR visa contribuir para a mudança de ações e consciências sobre o que é um problema global, o lixo. De forma simples e divertida, quem frequenta as praias do continente português pôde perceber que o lixo, particularmente os resíduos de plástico e metal, deverão, por um lado, ter um destino correto, caso não possam ser mais utilizados ou transformados, ou poderão servir de matéria-prima para produção de outros produtos, como é o caso dos plásticos recolhidos ao abrigo deste projeto, contribuindo, assim, para uma economia circular”, destacou José Maria Costa, secretário de Estado do Mar. “Termino, dando os parabéns ao Lidl pela iniciativa, e faço o apelo para que continuem a promover o projeto nas praias portuguesas e, quem sabe, noutros locais”.

 

TransforMAR

Promovido pelo Lidl Portugal, em parceria com o Electrão, Brigada do Mar, Marinha  Portuguesa e Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), e com o apoio da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e a Quercus, o projeto TransforMAR voltou a marcar presença esta época balnear, com o objetivo de sensibilizar a população para a adoção de comportamentos mais sustentáveis em prol dos oceanos e para os princípios da economia circular.

O já conhecido cubo do TransforMAR, para a colocação de resíduos de plástico e metal, esteve presente em 20 praias de norte a sul do país, durante os meses de julho e agosto, desafiando os veraneantes a darem um novo destino ao lixo produzido em praia, evitando que este acabasse no oceano. Adicionalmente, em parceria com a Brigada do Mar, foram realizadas 22 ações de limpeza na costa portuguesa, em zonas identificadas com elevado risco de contaminação.

No total, esta edição permitiu retirar 67 toneladas de plástico das praias portuguesas, cujos resíduos passíveis de serem reciclados foram transformados em t-shirts, fabricadas em Portugal, 100% a partir de plástico reciclado. O plástico e resíduos não passíveis de serem reciclados, bem como redes de pesca no mar, cedidas pela Marinha Portuguesa, foram reaproveitados na criação de esculturas de grande dimensão pela artista plástica portuguesa Soraia Domingos, como forma de alertar e consciencializar a população para a poluição das praias e oceanos. As mesmas estiveram presentes em Vila Nova de Gaia (Labirinto de redes), Portimão (Tartaruga gigante) e na vila da Nazaré (A onda que ninguém quer surfar).

 

Colaboração com a Marinha

Para além disso, o Lidl estabeleceu também nesta edição um protocolo de colaboração com a Marinha Portuguesa, prevendo a realização de ações que visam a preservação dos ecossistemas marinhos e a proteção dos oceanos, onde se inclui a requalificação do laboratório de análises da qualidade da água e plâncton do Aquário Vasco da Gama e a recolha de redes de pesca em alto mar. Este material é regularmente deixado na água e, anualmente, em Portugal, a Marinha e as autoridades marítimas removem cerca de seis toneladas de redes de pesca do oceano.

Para Elena Aldana, Diretora de Assuntos Públicos, Comunicação e ESG do Lidl Portugal, “o TransforMAR é já um projeto bem conhecido das comunidades e os resultados, superados ano após ano, transmitem a urgência em continuar a sensibilizar a população para mantermos as nossas praias limpas e preservarmos os ecossistemas marinhos. Nesta quinta edição, conseguimos alargar a abrangência do projeto através do protocolo com a Marinha, chegando mais longe na proteção dos oceanos, assim como na investigação para a melhoria da qualidade das águas e do plâncton”.

O CEO do Electrão, Pedro Nazareth, congratula-se pelo sucesso de mais uma edição do TransforMAR, que vai ao encontro da missão do Electrão de sensibilizar a população para a reciclagem. “É um orgulho fazer parte de uma campanha que, todos os anos, se reinventa e inova no contexto da economia circular. Este ano o TransforMAR, além da recolha de resíduos de plástico e metal, em 20 praias portuguesas, promoveu ainda a proteção dos ecossistemas marinhos com a recolha de redes de pesca em alto mar, o que constitui um passo importante em prol da defesa do oceano. O Electrão quer continuar a fazer parte desta transformação”.

Segunda Mão by Kiabi

Matosinhos torna-se na quarta loja em Portugal a receber um corner Segunda Mão by Kiabi

centros comerciais

Turistas representaram 12% das vendas nos centros comerciais