in

Lidl começa a ganhar músculo no mercado norte-americano

A chegada do Lidl aos Estados Unidos da América, mercado onde possui atualmente 50 pontos de venda, está a começar a fazer-se notar, segundo um estudo da consultora Oliver Wyman.

Dos 600 consumidores inquiridos que visitaram a cadeia, 48% estão a comprar mais de duas vezes por mês. Os norte-americanos estão também a gastar mais por compra no Lidl face há um ano.

O estudo indica que os compradores mais jovens, com idades compreendidas entre os 18 e os 34 anos, revelam um elevado conhecimento sobre o Lidl e são compradores frequentes da insígnia alemã, da qual apreciam a qualidade dos produtos e os preços. Aliás, a Oliver Wyman destaca que 46% dos clientes Lidl compram nos seus supermercados devido, precisamente, à boa qualidade, assim como pelas promoções e produtos frescos. Os preços baixos são apontados por 39% como a razão principal pela opção pelo Lidl.

Os índices de satisfação dos clientes são maiores nos estados onde a entrada da insígnia se fez mais recentemente, o que não é de estranhar, já que o Lidl terá usado os ensinamentos das aberturas anteriores para ajustar a oferta.

Quanto às razões para não comprar no Lidl, os inquiridos indicam, em primeiro lugar, a dificuldade de acesso.

Publicidade

Publicidade

Mars Petcare compra negócio europeu AniCura

Criado um gigante dos centros comerciais