in

“Leva a Comida a Sério” é o mote da campanha da Too Good To Go

A campanha da Too Good To Go já circula em outdoors em vários pontos das cidades de Lisboa e Porto e vem reforçar um dos compromissos da marca em Portugal: fomentar no consumidor o respeito pelos alimentos e um consumo mais consciente e responsável. “Leva as refeições a sério” é o apelo da Too Good To Go.

A narrativa gira em torno do papel incontornável que a comida e, principalmente, as refeições têm na nossa vida e que vai muito além do nutricional. Não é possível distanciá-las das nossas emoções e memórias. O que é que um bom português fala ao almoço? Do jantar“, refere em comunicado.

“Come tudo até ao fim!” ou “Não brinques com a comida” são expressões que, certamente, já todos ouvimos. Apelos e conselhos de alguém que, a dada altura da nossa vida, nos pedia respeito pelo que nos era servido no prato. Somos um povo que se senta à mesa para celebrar, discutir ideias, entradas ou sobremesas, pratos que serão servidos naquele momento ou que já fizeram parte da ementa de momentos especiais, ou memoráveis, o que, de acordo com a Too Good to Go, torna quase irónica a quantidade de alimentos que é desperdiçada em Portugal.

 

Desperdício alimentar

Em Portugal, segundo o PERDA, estima-se que, por ano, os portugueses deitam para o lixo um milhão de toneladas de alimentos, em média, 132 quilogramas de comida por ano, por pessoa. Sendo que as famílias desperdiçam 324 mil toneladas.

A campanha, com o claim “Leva a Comida a Sério”, desenvolvida pela dupla criativa M&F, conta com fotografia de Arlindo Camacho e realização de Gonçalo Sburgens. O conceito desdobra-se em três retratos e três filmes de 30 segundos para redes sociais. A ideia foca-se no respeito pelos alimentos e no bem-estar e conforto que estes possibilitam.

A marca relembra aos portugueses que, através da aplicação Too Good To Go, estes podem dar uma segunda oportunidade a refeições e alimentos, enquanto ajudam a salvar o planeta.

Publicidade

Nestum Bio

Nestum Bio Mel é o primeiro biológico da gama

Insolvências

Insolvências aumentam 12,3% nos primeiros nove meses do ano