in

IVDP e NOVA IMS usam inteligência artificial para otimizar comercialização dos vinhos do Douro e Porto

Investimento global de 300 mil euros

Foto Shutterstock

O IVDP Data+ é um projeto onde a inteligência artificial a e ciência de dados vão apoiar os processos de planeamento e gestão, visando a otimização de processos com impacto, nomeadamente, nos custos de produção ou na identificação das melhores rotas e destinos dos vinhos do Douro e do Porto.

Este projeto da responsabilidade do Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto (IVDP) e da NOVA Information Management School (NOVA IMS), da Universidade Nova de Lisboa, financiado pelo Portugal 2020 ao abrigo do programa SAMA IA, decorre até dezembro de 2021, com um orçamento global de aproximadamente 300 mil euros.

 

Otimização da comercialização dos vinhos

Através deste modelo, será possível realizar estimativas de produção para o viticultor e prever os respetivos custos de produção, identificar os trânsitos de vinhos mais favoráveis e sugerir potenciais mercados mediante as características do vinho, além de permitir o rastreamento fidedigno de toda a produção, desde a uva até à garrafa. “O IVDP Data + dar-nos-á a capacidade de conhecer e antecipar a produção e o mercado, nacional e internacional, de uma forma analítica, extraindo valor dos dados já existentes no IVPD enriquecidos com outras fontes de dados. Tirando partido das atuais capacidades analíticas, na sua tripla valência – descritiva, preditiva e prescritiva -, iremos utilizar a ciência dos dados e a inteligência artificial não apenas para compreender a realidade, mas também, e mais importante, para antecipar o futuro e propor ações que otimizem resultados em função da avaliação de cenários alternativos e da sua otimização”, explica Miguel de Castro Neto, subdiretor da NOVA IMS e coordenador do NOVA Cidade Urban Analytics Lab.

 

Dados ao serviço da viticultura

Para Gilberto Igrejas, presidente do IVDP, o projeto IVDP Data + cria um novo paradigma de planeamento e gestão de toda a cadeia de valor do vinho do Douro e Porto, lançando as bases para que as políticas públicas assentem em dados, quer no momento da sua construção, quer na sua monitorização e avaliação. “Criamos, assim, as bases para que as dimensões económica, social e ambiental sejam integradas numa abordagem holística capaz de tirar partido das atuais capacidades analíticas ao nosso dispor, numa aposta que denominamos de Winalytics: a ciência dos dados ao serviço da viticultura do Douro e Porto”.

Publicidade

Fitness

Fitness lança novos cereais Chocolate Ruby

Gato preto

A Loja do Gato Preto anuncia nova identidade