in

IKEA impedida de inaugurar a sua primeira loja no Magreb

Estava tudo pronto para a inauguração da sua primeira loja no Magreb quando a IKEA foi impedida, horas antes, pelo Governo de Marrocos de o fazer.

A inauguração da loja de Casablanca, agendada para 29 de setembro, foi cancelada pelas autoridades locais, alegadamente pela ausência de um certificado de conformidade. Contudo, o cancelamento está a ser encarado como uma represália pelo facto da Suécia reconhecer e apoiar a independência da República Árabe Saaraui Democrática.

A loja, com 27 mil metros quadrados, implicou um investimento de 40 milhões de euros e gerou a contratação de 300 pessoas.

Publicidade

Publicidade

Mondelèz procura comprador para os seus ativos europeus

Mais de metade dos lares portugueses têm pelo menos um animal de estimação