in

IKEA firma parceria com a Falabella para entrar na América do Sul

A IKEA irá abrir as suas primeiras lojas na América do Sul através de um acordo de franchising com o retalhista chileno Falabella.

De acordo com a Reuters, a multinacional sueca está a procurar contornar a desaceleração das vendas através da entrada em novos mercado, como a Índia, e do desenvolvimento de formatos de loja mais pequenos e urbanos. Além disso, está a investir nos seus serviços online. O objetivo da IKEA é aumentar a sua base de clientes dos atuais 1,2 mil milhões para 3,2 mil milhões, em 2025.

No mercado sul-americano, a meta é abrir, pelo menos, nove lojas no Chile, Colômbia e Peru, no período de 10 anos, e vender através do canal online em três países. Torbjorn Loof, diretor executivo do Inter IKEA Group, acredita que a América do Sul será um mercado estratégico, no futuro, em termos de crescimento. O Chile, o Peru e a Colômbia, com uma população combinada de mais de 100 milhões de pessoas, têm um potencial de mercado para os produtos para a casa de mais de oito mil milhões de pessoas.

Nesta parceria com a Falabella, a IKEA não irá investir financeiramente, mas com pessoal e know-how. “Iremos levar para os três países toda a experiência IKEA, com lojas e vendas online, como o que já acontece na Europa, nos Estados Unidos da América e na Ásia”, afirma Sandro Solari, CEO da Falabella. “A IKEA irá complementar a atual oferta de produtos e serviços da nossa subsidiária Sodimac”.

A primeira loja irá abrir na cidade de Santiago do Chile, no final de 2020, seguindo-se Lima e Bogotá.

Publicidade

JD.com leva a sua experiência de realidade aumentada para a Walmart

Mais antigo retalhista de vinhos lança a rolha de cortiça Helix no Reino Unido