in

Henkel apresenta novas prioridades estratégicas e objetivos financeiros

A Henkel apresentou as suas novas prioridades estratégicas e ambições financeiras, que vão conduzir a empresa até e para além de 2020, intituladas como “Henkel 2020+”.

Assente nos seus fortes fundamentos, a Henkel tem como objetivo continuar a gerar um lucro operacional continuado, tendo como foco quatro prioridades estratégicas: impulsionar o crescimento, acelerar a digitalização, aumentar a agilidade e consolidar o crescimento. “Vamos construir o nosso futuro assente em fortes fundamentos, que nos permitirão gerar lucros operacionais e sustentáveis nos próximos anos. Temos um excelente registo do bom desempenho dos nossos mercados, um portfólio de negócio equilibrado e diversificado composto por marcas fantásticas, tecnologias inovadoras e posições de liderança em categorias e mercados altamente atrativos e uma equipa global altamente apaixonada com uma forte cultura, propósitos comuns e valores partilhados”, afirma Hans Van Bylen, CEO da Henkel. “Queremos dar continuidade ao desenvolvimento de sucesso da Henkel num ambiente empresarial tão volátil, caracterizado pela globalização, a aceleração da digitalização, mercados em constante e rápida mudança, bem como um aumento significativo na escassez de recursos e responsabilidade social. Para 2020 em diante, a nossa ambição na Henkel passa por gerar crescimentos mais rentáveis e sermos mais orientados para o cliente, mais inovadores, mais ágeis e totalmente digitalizados nos nossos processos internos e atividades de contacto com o cliente. Adicionalmente, temos como objetivo promover a sustentabilidade em todas as nossas atividades de negócio e reforçar a nossa posição de liderança”, explica Hans Van Bylen.

De forma a podermos alcançar esta ambição, a Henkel vai focar-se em impulsionar o crescimento, acelerar a digitalização em todas as unidades de negócio e funções, aumentar a agilidade na organização e nas equipas e consolidar o crescimento através de iniciativas direcionadas. “Para além do crescimento orgânico, as aquisições vão continuar a representar uma parte integral da nossa estratégia, de forma a continuarmos a reforçar o nosso portfólio. Vamos começar a implementar as nossas prioridades estratégicas com muita energia e desde o primeiro dia, dando continuidade ao desenvolvimento de sucesso e criando um valor sustentável”, afirma Hans Van Bylen, resumindo a direção estratégica futura da Henkel.

Durante os próximos quatro anos, a Henkel quer alcançar uma média de crescimento orgânico das vendas entre 2% e 4%, contando com uma maior contribuição dos mercados emergentes. Relativamente aos ganhos ajustados por ação preferencial, a Henkel estima uma taxa de crescimento anual composta (CAGR) entre os 7% e os 9%. Este objetivo de aumentar os ganhos por ação preferencial (EPS) inclui o impacto das alterações cambiais e exclui grandes aquisições bem como partilha de resgates. Complementarmente, a Henkel pretende continuar a melhorar a margem EBIT ajustada e a expansão do fluxo de caixa livre. “Definimos objetivos financeiros ambiciosos para 2020 que reforçam a confiança que temos na nossa capacidade de obter um excelente desempenho financeiro e uma rentabilidade atrativa,” afirma Carsten Knobel, Chief Financial Officer da Henkel. “Vamos manter o nosso focus em disciplina de custos, melhorar a nossa rentabilidade, otimização do capital circulante líquido e gerar fortes fluxos monetários. Isto vai-nos permitir investir quer em crescimento orgânico como não orgânico.

Publicidade

Luís Simões estabelece Código de Ética e Conduta

Mais portugueses têm intenção de utilizar cartão de crédito nas compras de Natal