in

Governo disposto a avaliar impacto da Fat Tax

O Governo, através das pastas da Economia, Saúde e Finanças, está disposto a avaliar o impacto da taxa sobre as bebidas açucaradas, disse Paulo Alexandre Ferreira, secretário de Estado Adjunto e do Comércio, à TSF. “Este ano ainda vamos ter conclusões. A ideia é os membros do Governo estarem munidos de informação que lhes permita decidir a tempo da proposta de Lei do Orçamento de Estado para 2019”, acrescentou.

Nasce, assim, mais um grupo de trabalho para o sector agroalimentar, que se junta à comissão para estudar a redução de sal, açúcar e gorduras nos alimentos processados. Este grupo de trabalho tem três meses para apresentar conclusões definitivas.

Esta é, de resto, a expectativa da Federação das Indústrias Portuguesas Agro-Alimentares (FIPA), que garante que o sector fez reduções de sal e açúcar nalguns produtos, na ordem dos 20%, nos últimos 10 anos e que pretende que esta redução seja tida em conta nas negociações com o Governo. Jorge Tomás Henriques, presidente da FIPA, aplaude o facto de não se estar a discutir estas matérias apenas com o sector da saúde, dado que existem aspetos de ordem económica, fiscal e de competitividade das empresas. “Estamos totalmente abertos e acreditamos que a negociação vai ter sucesso”.

Publicidade

Publicidade

Beiersdorf ganha menos 5,2%

Amazon confirma entrega de encomendas através de fotos