in ,

Gasto global em tecnologia pelo sector do retalho crescerá 3,6% em 2019

O gasto global em tecnologia pelo sector do retalho crescerá 3,6%, em 2019, para alcançar os 203.600 milhões de dólares (179.165,89 milhões de euros), com taxas de crescimento similares nos próximos dois anos, indica a Gartner. 

A consultora destaca que as expectativas e a competência dos clientes estão a obrigar os retalhistas a evoluir e investir fortemente na transformação do negócio digital. Comparativamente a outras indústrias, o comércio a retalho tem sido tradicionalmente atrasado em termos de apetite para a mudança, maturidade digital e gasto em tecnologia. Contudo, este não é mais o caso, com o retalho a superar as outras indústrias relativamente às tecnologias da informação. 

O software é a categoria de mais rápido crescimento, já que os responsáveis de sistemas de informação dos retalhistas dão prioridade à análise, ao marketing digital, às aplicações móveis, às plataformas de comércio eletrónico e à inteligência artificial como as tecnologias mais importantes para a atividade da sua organização. “Os CIO retalhistas tinham a tarefa de minimizar os riscos e o custo, mas agora são responsáveis pelos resultados comerciais“, defende Molly Beams, diretora sénior e analista da Gartner. “Estão a dar prioridade ao ROI e a outros impactos empresariais que possam ser medidos. Os CIO do retalho estão a investir em análise tanto para os lucros a curto prazo, como para a tomada de decisões e para preparar-se para as inovações, como as máquinas inteligentes, a inteligência artificial e a realidade aumentada, que requerem todos conjuntos de dados sólidos“. 

A Gartner antecipa que, em 2023, a Alibaba e a Amazon tenham abarcado 40% de quota do mercado de retalho online global, num aumento de 33% face a 2017. Para serem bem-sucedidos, os retalhistas devem aproximar-se ainda mais dos seus clientes utilizando novas capacidades digitais, como a analítica avançada e a inteligência artificial para segmentar os clientes por comportamentos e validar os seus desejos e necessidades evolutivos, tomar decisões estratégicas para adaptarem-se à mudança no consumo e prever e impulsionar os resultados mediante o estabelecimento de indicadores do sucesso da transformação digital.

Publicidade

Publicidade

BMW acelera rumo à realidade virtual

Absolut apresenta nova garrafa de edição especial